Amazônia Legal

Prefeito de capital da região Norte ambiciona vacinar toda a população em tempo recorde, no Estado que menos imuniza

Conforme dados atualizados do Localiza SUS, Roraima consta no último patamar do gráfico informativo das doses aplicadas de vacinas contra Covid-19, por Unidades Federativas.

Liebe Schmidt

quinta-feira, 10/06/2021 - 02:59 • Atualizado 14/06/2021 - 23:51
Prefeito de capital da região Norte ambiciona vacinar toda a população em tempo recorde, no Estado que menos imuniza
Boa Vista, Roraima - Foto: Divulgação

O prefeito de Boa Vista, capital de Roraima, tem uma ambição: vacinar toda a população da capital até 31 de julho desse ano. Arthur Henrique (MDB) anunciou na terça-feira (08) a vacinação de primeira dose de todos os trabalhadores da educação e da população em geral, sem comorbidades.

O estado de Roraima tem a menor população do Brasil, com 631.181 habitantes (2020), sendo que 66,4% (419.652 habitantes) vive em Boa Vista. Em termos de distribuição de vacinas pelo Ministério da Saúde, as doses também alcançam o menor patamar: 282.720 recebidas pela Secretaria de Saúde do Estado e 195.304 repassadas aos municípios. Talvez seja justo: menor população, menor repasse.

Segundo o Mapa de Vacinação contra Covid-19 no Brasil, catalogado e divulgado pelo Consórcio de Veículos de Imprensa, a partir de dados das secretarias estaduais de saúde, Roraima detém a marca de 16, 58% de população vacinada com a primeira dose, a terceira mais baixa do Brasil. Está em boa colocação apenas na vacinação de segunda dose: 9,80% da população, ultrapassando o ranking de outros estados. Um alcance notável desde o dia de ontem, quando estava com o ranking de pior vacinador de primeira dose, com 16,24%, de acordo com os dados do Consórcio.

Conforme dados atualizados do Localiza SUS , site oficial do vacinômetro do Ministério da Saúde, Roraima consta no último patamar do gráfico que informa as doses aplicadas de vacinas contra Covid-19, por Unidades Federativas do Brasil: 155.663 doses aplicadas. De acordo com o vacinômetro do Governo de Roraima, constam 166.501 doses de vacinas aplicadas, uma diferença, em relação aos dados do Ministério da Saúde, em quase 10.000 vacinas a mais. Mas, mesmo assim, Roraima ainda consta como o estado que menos vacina, no Brasil.

O estado de Roraima, tendo alcançado visibilidade recente na mídia devido aos 20.000 garimpeiros ilegais em terras Yanomami, um alto e inusitado índice pluviométrico que tem provocado cheias em rios e prejuízos financeiros e sociais, agora também se destaca como um dos estados que menos vacina.

Garimpo ilegal em Roraima – Foto: Climainfo

Sabe-se que Roraima tem 15 municípios e a menor densidade demográfica do País (2,33 hab/km²). Possui 224.300,506 km² de área. Desta, aproximadamente 104.018 km² são áreas indígenas, representando quase metade do território da unidade (46,37%). A área de preservação ambiental no estado, de responsabilidade do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), também é extensa, sendo 18.879 km², um total de 8,42%. Por este motivo, Roraima é o estado brasileiro com o segundo maior percentual de território ocupado por áreas protegidas, perdendo apenas para o estado do Amapá. Apesar da imprensa oficial de Boa Vista mostrar uma campanha de vacinação, aparentemente avançada, não há dados comparativos disponíveis dos outros municípios de Roraima, dentro do site Localiza SUS.

BOA VISTA E EDILEUSA LÓZ

A vida política de Boa Vista tem uma história trágica, decorrente da Covid-19. A candidata a vice-prefeita pela chapa do MDB, a qual também concorria o candidato a prefeito Arthur Henrique, faleceu de complicações decorrentes da Covid-19, aos 57 anos, em outubro de 2020. Em sua homenagem, o mirante do Parque do Rio Branco , inaugurado em 20 de dezembro de 2020, recebeu seu nome.

Mirante Edileusa Lóz em Boa Vista, Roraima

Mirante Edileusa Lóz em Boa Vista – Foto: divulgação/PMBV

Leia mais sobre Roraima

BOA VISTA E O PROGRAMA DE VACINAÇÃO

Mas, o prefeito da capital planeja mudar essa realidade. Conforme divulgação oficial, iniciou na quarta-feira (09) a vacinação de todos os trabalhadores em educação, das escolas públicas e privadas do ensino básico (creche, pré-escola, ensino fundamental, ensino médio, profissionalizante e EJA) e do ensino superior, de 59 a 18 anos de idade, de merendeiras, profissionais da limpeza, cuidadores, gestores, entre outros.

Na próxima segunda-feira (14) pretende iniciar a imunização de toda a população em geral, sem comorbidade e também na mesma faixa etária, seguindo um cronograma definido pela Secretaria Municipal de Saúde (Smsa).

Vacinação em Boa Vista, capital de Roraima

Vacinação por drive-thru em Boa Vista – Foto: divulgação/PMBV

TRABALHADORES DE EDUCAÇÃO (18 a 59 ANOS DE IDADE)

FAIXA ETÁRIA   DATA DE VACINAÇÃO
59 a 50 anos   09 e 10.06.21
49 a 40 anos   11 e 12.06.21
39 a 30 anos   14 e 15.06.21
29 a 18 anos   16 e  17.06.21

 

POPULAÇÃO GERAL (18 a 59 ANOS DE IDADE)

FAIXA ETÁRIA   DATA DE VACINAÇÃO
59 a 58 anos   14  e 15.06.21
57 a 56 anos   16 e 17.06.21
55 a 54 anos   18 e 19.06.21
53 a 52 anos   21 e 22.06.21
51 a 50 anos   23 e 24.06.21
49 a 48 anos   25 e 26.06.21
47 a 46 anos   28 e 29.06.21
45 a 44 anos   30.06 a 01.07.21
JULHO
43 a 42 anos   02 e 03.07.21
41 a 40 anos   05 e 06.07.21
39 a 38  anos   07 e 08.07.21
37 a 36 anos   09 e 10.07.21
35 a 34 anos   12 e 13.07.21
33 a 32 anos   14 e 15.07.21
31 a 30 anos   16 e 17 .07.21
29 a 28  anos   19 e 20.07.21
27 a 26 anos   21 e 22.07.21
25 a 24 anos   23 e 24.07.21
23 a 22 anos   26 a 27.07.21
21 a 20 anos   28 e 29.07.21
19 a 18 anos   30 e 31.07.21

O governador do Estado de Roraima, Antonio Denarium (sem partido) anunciou na segunda-feira (07) a vacinação dos profissionais de comunicação para a próxima semana. Não definiu, ainda, o calendário.