Amazônia Legal

Navio cargueiro vindo do Maranhão entra em quarentena no Rio Amazonas após 19 casos de Covid-19 a bordo

Não é a primeira vez que um navio precisou ficar em quarentena, na região, em meio à pandemia de Covid-19.

Liebe Schmidt

sábado, 12/06/2021 - 02:31 • Atualizado 14/06/2021 - 23:39
Navio cargueiro vindo do Maranhão entra em quarentena no Rio Amazonas após 19 casos de Covid-19 a bordo
Navio ancorado no Rio Amazonas, próximo de Macapá - Foto: SVS/Divulgação

Um navio brasileiro fundeado, próximo à Macapá, no Rio Amazonas, entrou em quarentena depois que quase toda a tripulação foi infectada com o novo coronavírus. O governo do Amapá confirmou na terça-feira (8) que 19 pessoas a bordo testaram positivo para a Covid-19. Três delas precisaram ser internadas em um hospital da cidade.

Não é a primeira vez que um navio precisou ficar em quarentena, na região, em meio à pandemia de Covid-19. Em março deste ano, um tripulante de um porta-contêiner faleceu com Covid-19 e outras pessoas a bordo foram infectadas, necessitando de atendimento médico em Macapá.

Leia mais sobre Covid-19

A embarcação em quarentena desde sexta-feira (4) é especializada no transporte de mercadorias a granel, de bandeira brasileira e havia zarpado de um porto do Maranhão antes de parar em águas amapaenses.

Ao todo são 23 tripulantes monitorados – só dois ainda não receberam resultado dos exames. O grupo passou por testes e foi avaliado por equipes da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) e também pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

De acordo com o governo, foi aberta investigação para identificar qual a cepa das infecções. As amostras foram enviadas para o Instituto Evandro Chagas, no Pará, para que sejam feitos os sequenciamentos genéticos.

“É um monitoramento diário para que a gente não só assegure a vida deles, mas também diminua qualquer possibilidade de risco de uma cepa nova pegar a gente de surpresa no Amapá”, comentou o governador Waldez Góes (PDT). O gestor reforçou a necessidade de manter as medidas de prevenção de contágio.

RELEMBRE O CASO DA CEPA INDIANA NO MARANHÃO

O Governo do Estado do Maranhão confirmou, em 20 de maio de 2021, os primeiros casos de Covid-19 provocados pela variante B.1.617, detectada originalmente na Índia.

navio vindo da China em quarentena no Maranhão

Navio vindo da China em quarentena, no Maranhão – Foto: divulgação

O caso iniciou em 15 de maio, quando um paciente indiano deu entrada num hospital particular na capital São Luís, com sintomas sugestivos da Covid-19. Ele era tripulante do navio MV Shandong da Zhi, que chegou ao litoral maranhense , vindo da China.

Amostras de seis, dos 24 tripulantes, passaram por análises genômicas e o resultado mostrou que todos os seis estavam infectados com a linhagem B.1.617. Os 23 tripulantes, embarcados no navio, estão assintomáticos e seguem em quarentena. O governo do estado disse que, até o momento, não há confirmação de transmissão local da variante B.1.617.2.