Amazônia Legal

Assessor que agrediu e ameaçou matar repórter em Itacoatiara (AM) se dá mal

Confusão foi durante uma reportagem sobre aglomeração de pessoas durante evento em Itacoatiara (AM).

Por Marcelo Winter - Rondônia Já

quinta-feira, 24/06/2021 - 23:41 • Atualizado 25/06/2021 - 14:33
Assessor que agrediu e ameaçou matar repórter em Itacoatiara (AM) se dá mal
Assessor agressor de jornalista em Itacoatiara - Foto: Redes sociais

O correspondente da Rede Amazônica, o vídeo-repórter Leandro Marques, foi agredido e ameaçado de morte por um assessor do prefeito Mário Abrahim (PSC), do município de Itacoatiara, interior do Amazonas.

Leandro fazia uma reportagem no entro de Referência da Assistência Social (CRAS) sobre a entrega dos cartões de Auxílio Enchente, quando notou que havia aglomeração e começou a entrevistar diversas pessoas.

Um grupo de três assessores chegaram intimidando o repórter.

Um deles, mais ousado, começou à esbravejar:

-“Eu vou dizer uma coisa pra ti, se sair uma vírgula, uma vírgula falando mal do prefeito Mario Ibrahim, se sair uma vírgula, tu vai pegar uma surra. Tá bom? Dê o fora daqui”.

Na sequência, Leandro teve o equipamento jogado no chão e levou um soco de raspão no estômago. Não satisfeito em agredir o jornalista, o servidor comissionado truculento ainda ameaçou Leandro de morte: “Se por a minha foto aqui nessa p…ra você está morto”.

Na sequência, os outros dois assessores da prefeitura começaram à empurrar o repórter e o expulsaram do CRAS de Itacoatiara. Mas, o que eles não contavam é que Leandro, longe de se intimidar, colocou no ar as imagens. A emissora registrou Boletim de Ocorrência e exibiu a agressão. Veja o vídeo:

 

Servidor exonerado

O prefeito Mário Ibrahim (PSC), através de nota oficial da Prefeitura de Itacoatiara (AM) diz que repudia o ato de agressão e não compactua com qualquer tipo de ameaça ou agressão à liberdade de imprensa. A nota também cita que o servidor foi exonerado e foi aberta uma sindicância para apuração dos fatos e punição severa de quaisquer envolvidos.

O sindicato dos jornalistas do Amazonas (Sinjor/AM) também fez uma nota, repudiando a estupidez dos assessores:

“O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Amazonas  – SJP/AM, repudia por meio desta, a agressão e ameaça de morte realizadas por assessores do prefeito Mário Abrahim contra o repórter Leandro Marques, correspondente da Rede Amazônica de Rádio e Televisão no município de Itacoatiara, no Amazonas.

A entidade que representa os jornalistas amazonenses destaca a importância do respeito que as autoridades públicas devem ter ao livre exercício profissional, bem como à liberdade do trabalho da imprensa para que a sociedade possa ser bem informada.

A direção do Sindicato solidariza-se com o repórter Leandro Marques, e coloca-se à disposição para acompanhar o desdobramento dos fatos na violência praticada contra o correspondente da rede de comunicação e ao jornalismo.”

Repórter Leandro Marques