Amazônia Legal

Pastor e professor de religião envia nude para grupo de alunos no Acre

O professor de ensino religioso também é pastor e ex-prefeito de Xapuri, município do Acre. O nude foi enviado para um grupo de whatsapp dos estudantes.

Por Marcelo Winter - Rondônia Já

domingo, 27/06/2021 - 19:36 • Atualizado 28/06/2021 - 22:15
Pastor e professor de religião envia nude para grupo de alunos no Acre
Wanderley Viana, professor de ensino religioso - Foto: Redes sociais

O ex-prefeito de Xapuri, no Acre, Wanderley Viana, que também é pastor e professor de ensino religioso numa escola estadual no município enviou um “nude” num grupo de WhatsApp de uma turma de alunos da escola estadual Anthero Soares Bezerra, onde ele leciona, na tarde de sexta-feira (26).

Na foto postada por Viana, o ex-prefeito aparece exibindo o pênis e é possível ver parte do seu rosto ao fundo. Nenhuma mensagem por parte dele foi enviada depois da imagem. No grupo estão alunos de 13 a 15 anos.

Somente minutos depois, um estudante reagiu à publicação com xingamentos de “retardado” e “psicopata”, pedindo que Wanderley “tome vergonha na cara”. Na sequência, ele respondeu, dizendo que se tratou de um erro e pediu desculpas.

Um “print” do nude foi divulgado em outros grupos da rede social por um dos alunos, pedindo providências para a direção da escola, afirmando que esta foi a  terceira vez que isto aconteceu. O estudante mostrou também a imagem da postagem sendo enviada para a diretora do colégio.

Nude do professor no grupo de whatsapp dos estudantes da escola – Foto: Redes sociais

Providências

A coordenadora geral do núcleo de Educação de Xapuri, Maria Edna dos Santos, disse que na segunda-feira (28) vai tomar as medidas cabíveis para o caso.

“Tomei conhecimento dessa postagem que o professor fez sábado no final da manhã, mas estou tomando providências, comuniquei à secretaria de Rio Branco e a partir de segunda-feira [28] já vou tomar as devidas providências, isso não vai ficar impune de forma nenhuma”, afirmou Edna.

O professor Wanderley Viana afirmou não haver intenção nenhuma em mandar as imagens para aquele grupo. Segundo o ex-prefeito, a foto era para uma mulher e foi enviada ao grupo da escola por engano. O professor pediu desculpas a toda comunidade escolar e falou que está pronto para aceitar, sem questionamentos, alguma punição da direção da escola, caso aconteça. Wanderley Viana disse:

“Eu não fiz por maldade nenhuma. Imediatamente, apaguei tudo e pedi desculpas para todo mundo. Foi erro meu e teve um aluno que mesmo pedindo desculpas me sacaneou e me chamou de tudo que é nome. Eu peço perdão aos alunos, aos meus colegas, aos pais dos alunos e a todo mundo. Se quiserem me tirar da disciplina, não tem problema nenhum não. Eu assumo os meus erros. Agora, eu não fiz por maldade nenhuma. Se quiserem me afastar da disciplina, eu não fico com raiva não. Eu tenho que pagar pelos meus erros. O que eu não posso é ser condenado por isso. Toda a vida eu respeitei os meus alunos. Foi um erro de digitação que ocasionou tudo isso. Peço perdão a todos”.

Vanderley Lima é bastante conhecido na cidade, além de ser ex-prefeito e pastor, ele sempre concorre a cargos políticos.

Wanderley Viana e nude postado no whatsapp – Foto: Redes sociais

Polêmicas anteriores do ex-prefeito

Esta é só mais uma das polêmicas envolvendo Wanderley Viana. Em 2020, ele atacou na internet a transexual Laysa Berteluccy chamando-a de “capeta puro”. Alguns dias depois, se retratou da ofensa pedindo publicamente desculpas à vítima.

Não demorou muito e, no mesmo ano, o ex-prefeito postou uma foto do próprio pênis em seu story no Facebook e virou o assunto do dia em Xapuri (AC), além de viralizar nas redes sociais, como o “peladão de Xapuri”. Apesar de ter apagado a publicação minutos depois, os vários prints e os memes garantiram a publicidade de Wanderley durante muito tempo.

Wanderley tem um apelido que parece fazer jus à fama que tem. O político/professor/pastor é conhecido nos bastidores da política por “Cotoco”, após mostrar o dedo do meio a professores durante uma manifestação no tempo da sua gestão.