Covid-19

Drama da falta da vacina CoronaVac para 2ª dose na Capital deve continuar até o início da semana que vem

O Ministério da Saúde informou na tarde desta quarta-feira que tem disponível um estoque de 100 mil doses da vacina CoronaVac

Por Marcos Gomes - Rondônia Já

quarta-feira, 28/04/2021 - 18:21
Drama da falta da vacina CoronaVac para 2ª dose na Capital deve continuar até o início da semana que vem

Um batalhão de soldados, policiais e agentes de trânsito estiveram na frente da Faculdade Uniron, localizada na zona Leste de Porto Velho na manhã desta quarta-feira (28), onde estão sendo realizadas a vacinação para aqueles que deveriam receber a segunda dose de CoronaVac. A segurança no local foi estabelecida para garantir ordem e também avisar aos idosos e pessoas que deveriam ir ao local que está suspensa a aplicação da segunda dose da vacina chinesa.

A notícia pegou muito gente de surpresa ontem – confira AQUI – quando a Prefeitura divulgou através de nota e release em seu site institucional sobre a atual situação do imunizante CoronaVac que está suspensa, pois o Ministério da Saúde não tem estoque.

+ Notícias sobre a Covid-19 acesse AQUI

Nesta quarta-feira (28) e quinta-feira (29) pelo menos 3.100 pessoas deveriam ser vacinadas na Capital, recebendo a segunda dose. Na Uniron agentes da Secretaria Municipal de Trânsito de Porto Velho foram até o local para receber a sua primeira dose, de Astrazeneca/Oxford.

Sobre a chegada de novas vacinas, principalmente CoronaVac, o Ministério da Saúde informou na tarde desta quarta-feira que tem disponível um estoque de 100 mil doses dessa vacina e que deve fazer a distribuição dela para os Estados a partir desta quinta-feira (29). Esse lote pequeno será agregado a um de 5,2 milhões de doses da AstraZeneca para serem distribuídos também.

O Ministério da Saúde ressaltou ainda em nota que essas 100 mil doses de CoronaVac serão distribuídas e entregues proporcionalmente aos Estados, mantendo assim o planejamento original e como vem sendo feito desde o início da vacinação.

BUTANTAN SALVA

O Instituto Butantan, antes criticado pelo Governo Federal no final do ano passado por utilizar o imunizante da farmacêutica chinesa para fabricar a vacina, deve salvar como pode com estoque da CoronaVac, pois até sexta (30) ele vai antecipar a entrega de 600 mil doses ao Ministério da Saúde. O envio dessa remessa do instituto paulista só seria feito no próximo dia 03 de maio para serem distribuídas no dia 06 de maio para os Estados.

A prefeitura de Porto Velho está esperando um posicionamento oficial sobre a chegada da vacina chinesa para dar continuidade ao plano de imunização em Porto Velho.

A Divisão de Imunização da Secretaria Municipal da Saúde (Semusa) tinha divulgado anteriormente que o Ministério da Saúde havia dado uma previsão de que chegaria uma nova remessa daqui a dez dias, com o estoque de 100 mil doses e mais as 600 mil a serem antecipadas pelo Instituto Butantan, deve ocorrer uma regularidade na semana que vem, mas não com doses suficientes.

De acordo com dados do Portal Transparência da Prefeitura, através da Rede Nacional de Dados em Saúde – RNDS, só em Porto Velho já foram aplicadas até o momento 77.834 doses, sendo 54.865 da primeira dose, 22.969 da segunda dose.