Covid-19

Porto Velho já tem a Pfizer e inicia imunização de pessoas com comorbidades na sexta (07)

Coube a Rondônia novamente uma parcela pequena e que deve ser aplicada em Porto Velho a 1ª dose para pessoas com comorbidades na Fase I do PNI

Por Marcos Gomes - Rondônia Já

segunda-feira, 03/05/2021 - 19:15 • Atualizado 15/06/2021 - 01:04
Porto Velho já tem a Pfizer e inicia imunização de pessoas com comorbidades na sexta (07)

Como anunciado com alarde pelo Governo Federal na semana passada, nesta segunda-feira (03) a vacina Pfizer já foi distribuídas para os Estados, coube a Rondônia novamente uma parcela pequena e que deve ser aplicada em Porto Velho a 1ª dose para pessoas com comorbidades dentro da Fase I.

Hoje o Estado recebeu 50.010 doses, sendo 46.500 de AstraZeneca/Fiocruz, que deve atender os grupos de 60 a 64 anos e também uma parcela com comorbidades (1ª dose) e 3.510 doses da Pfizer que vai imunizar exclusivamente grupos com comorbidades, gestantes, puérperas e pessoas com deficiências permanentes – também 1ª dose.

Em Porto Velho ficarão disponíveis as doses de Pfizer e que vão atender a terceira fase do Plano Nacional de Imunização (PNI), com imunização à esses grupos na sexta-feira (07) e no sábado (08), na Uniron, campus da Zona Leste.

A prefeitura divulgou através de nota que a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) dessa forma vai seguir o que foi estabelecido na Nota Técnica 467/2021, do dia 26 de abril, em que a Pfizer atenderá os grupos de pessoas com comorbidades, dividindo em duas etapas – Fase I e Fase II -, ressaltando que nesse momento é a Fase I.

Foi divulgado da seguinte forma os grupos que integras essas fases:

– Pessoas com Síndrome de Down acima de 18 anos;
– Pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise);
– Gestantes e puérperas com comorbidades, acima de 18 anos;
– Pessoas com Deficiência Permanente, cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) de 55 a 59 anos – (pessoas dessa faixa etária também serão imunizdas com a AstraZeneca).

O agendamento para os grupos que vão ser imunizados nessas condições seguirão um procedimento mais ágil e prático com um aplicativo que irá atender essa demanda, o SASI, que deverá ficar disponível pela Semusa já nesta terça-feira (04), quando será lançado oficialmente.

Essa ferramenta está inclusa dentro dos parâmetros do Plano Nacional de Imunização e vai servir como um banco de dados completo da vacinação no país, podendo registrar informações sobre a população e facilitar o agendamento das vacinas conforme a faixa etária, comorbidades e grupos prioritários.

Reforçando que a pessoa tendo acesso ao aplicativo e após fazer o seu cadastro, o próprio dispositivo agenda de forma automática e avisa por envio de e-mail ao endereço eletrônico do usuário o dia, horário e local em que deverá comparecer para ser imunizado.

Ao receber a primeira dose de Pfizer o intervalo definido para aplicação entre as duas doses deve ser de 12 semanas (90 dias).

INFORMAÇÕES IMPORTANTES:

As pessoas que estiverem enquadradas na primeira dose da Pfizer. as comorbidades descritas como doenças são: diabetes mellitus; hipertensão arterial sistêmica grave (de difícil controle e/ou com lesão de órgão-alvo); doença pulmonar obstrutiva crônica; doença renal; doenças cardiovasculares e cerebrovasculares; indivíduos transplantados de órgão sólido; anemia falciforme e obesidade grave.

Já pessoas com deficiências permanentes foram divididas assim:

– Limitação motora que cause grande dificuldade ou incapacidade para andar ou subir escadas;
– Indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de ouvir (se utiliza aparelho auditivo esta avaliação deverá ser feita em uso do aparelho);
– Indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de enxergar (se utiliza óculos ou lentes de contato, esta avaliação deverá ser feita com o uso dos óculos ou lente);
– Indivíduos com alguma deficiência intelectual permanente que limite as suas atividades habituais, como trabalhar, ir à escola, brincar, etc.

Para comprovar que estão nesse grupo o protocolo de prioridades recomendadas pelo PNI, exigem que no ato da vacinação a pessoa apresente: exames, receitas, relatório médico, prescrição médica, laudo, cartão do BPC, cartão do hiperdia, entre outros.

O aplicativo SASI que irá permitir o agendamento pode ser baixado nos link abaixo:

Sistema Android – https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.sasi.app

Sistema IOS – https://apps.apple.com/br/app/sasi/id1467748272.