Covid-19

Prefeitura de Porto Velho vai vacinar faixa 45+ com comorbidades na sexta-feira (21)

A vacinação agendada será realizada no Campus da Uniron, na Avenida Mamoré, zona leste da capital.

Por Marcelo Winter - Rondônia Já

quinta-feira, 20/05/2021 - 18:01
Prefeitura de Porto Velho vai vacinar faixa 45+ com comorbidades na sexta-feira (21)
Vacinação contra Covid-19 no grupo de comorbidades na Uniron PVH - Foto: Marcelo Winter

A Prefeitura de Porto Velho vai vacinar contra a Covid-19 na sexta-feira (21) a faixa etária com 45 anos ou mais com comorbidades. A vacinação será entre 09h e 16h no Campus I da Faculdade Uniron, na avenida Mamoré.

De acordo com a gerente de imunização da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), Elizeth Gomes, a vacina utilizada será a da Pfizer. “Estas pessoas devem procurar o ponto de vacinação, após fazer o cadastro no aplicativo SASI”. Após o cadastro, a pessoa deve aguardar ser agendada. A confirmação de agendamento é feita pelo e-mail e através do aplicativo

Além do público em geral com 45 anos ou mais com comorbidade, a vacinação também vai atender quem tem o seguinte perfil:

• Pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise);

• Pessoas com Síndrome de Down acima de 18 anos;

• Gestantes e puérperas com comorbidades, acima de 18 anos;

• Pessoas com Deficiência Permanente, cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) com 45 anos ou mais.

A comprovação da comorbidade deverá ser realizada no ato da vacinação através da apresentação de exames, receitas, relatório médico, prescrição médica, laudo, cartão do BPC, cartão do hiperdia, entre outros meios.

ATENÇÃO: Só vai receber a vacina quem fez o cadastramento no aplicativo SASI.

Uma vez cadastrado, o usuário será avisado, pelo dispositivo e por e-mail, sobre o dia, horário e local em que deve comparecer para ser imunizado.

Comorbidades

São definidas como comorbidades, neste caso, as seguintes doenças: diabetes mellitus; hipertensão arterial sistêmica grave (de difícil controle e/ou com lesão de órgão-alvo); doença pulmonar obstrutiva crônica; doença renal; doenças cardiovasculares e cerebrovasculares; indivíduos transplantados de órgão sólido; anemia falciforme e obesidade grave. Elas estão relacionadas no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra Covid-19, do Governo Federal , página 27. Vide aqui.

Deficiências

Para a inclusão na população alvo para vacinação, serão considerados indivíduos com deficiência permanente severa aqueles que apresentem uma ou mais das seguintes limitações:

1 – Limitação motora que cause grande dificuldade ou incapacidade para andar ou subir escadas;

2 – Indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de ouvir (se utiliza aparelho auditivo esta avaliação deverá ser feita em uso do aparelho);

3- Indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de enxergar (se utiliza óculos ou lentes de contato, esta avaliação deverá ser feita com o uso dos óculos ou lente);

4- Indivíduos com alguma deficiência intelectual permanente que limite as suas atividades habituais, como trabalhar, ir à escola, brincar, etc.