Covid-19

Porto Velho vacina pessoas com comorbidades acima de 30 anos nesta quarta (02)

No mesmo local, a Uniron, também continua a vacinação de gestantes e puérperas com e sem comorbidades, portadores de síndrome de Down, de deficiências permanentes e de doenças renais crônicas acima de 18 anos.

Por Marcelo Winter - Rondônia Já

terça-feira, 01/06/2021 - 19:38 • Atualizado 02/06/2021 - 15:37
Porto Velho vacina pessoas com comorbidades acima de 30 anos nesta quarta (02)
Vacinação contra coronavírus na Uniron - Foto: Marcelo Winter

Na quarta-feira (02), serão vacinadas em Porto velho as pessoas com comorbidade com idade a partir de 30 anos, no campus I da  Uniron, na avenida Mamoré, das 9h às 16h. Os interessados devem se cadastrar no aplicativo SASI e aguardar o agendamento.

No local também serão atendidas na quarta-feira:

• Pessoas com doenças renais crônicas, acima de 18 anos;
• Pessoas com Síndrome de Down, acima de 18 anos;
• Gestantes e puérperas, com e sem comorbidades, acima de 18 anos com prescrição médica;
• Pessoas com Deficiência Permanente, cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC), com 30 anos ou mais.

Comorbidades

A comprovação da comorbidade deverá ser feita no ato da vacinação. A comprovação da doença pré-existente pode ser feita através de exames, receitas, relatório médico, prescrição médica, laudo, cartão do BPC, cartão do hiperdia, entre outros.

As doenças definidas como comorbidades são: diabetes mellitus, hipertensão arterial sistêmica grave (de difícil controle e/ou com lesão de órgão-alvo), doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos transplantados de órgão sólido, anemia falciforme e obesidade grave.

Deficiências

Serão também vacinadas as pessoas com deficiência permanente que apresentem uma ou mais das seguintes limitações:
1 – Limitação motora que cause grande dificuldade ou incapacidade para andar ou subir escadas.
2 – Indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de ouvir (se utiliza aparelho auditivo esta avaliação deverá ser feita em uso do aparelho).
3- Indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de enxergar (se utiliza óculos ou lentes de contato, esta avaliação deverá ser feita com o uso dos óculos ou lente).
4- Indivíduos com alguma deficiência intelectual permanente que limite as suas atividades habituais, como trabalhar, ir à escola, brincar, etc.

Vacinação de gestantes – Foto: Prefeitura de Porto Velho

Gestantes e puérperas sem comorbidades

A vacinação de gestantes e puérperas sem comorbidades também foi retomada na Uniron, mas, elas precisam comprovar a condição da necessidade de imunização através de laudo, declaração ou receita médica.

As grávidas sem comorbidades devem apresentar a caderneta da gestante. As puérperas sem comorbidades devem apresentar a certidão ou declaração de nascimento da criança. Em ambos os casos é obrigatória a apresentação de prescrição médica.

Esse público será atendido com a vacina da Pfizer/BioNTech, que é a que oferece menos riscos.