CPI da Pandemia

Renan Calheiros diz que não tem como Luciano Hang imitar o Coringa de Joaquin Phoenix

O relator da CPI da Pandemia também disse que Hang não vai fazer picadeiro ao depor na quarta-feira (29).

Por Marcelo Winter - Rondônia Já

terça-feira, 28/09/2021 - 00:11 • Atualizado 16:17
Renan Calheiros diz que não tem como Luciano Hang imitar o Coringa de Joaquin Phoenix
Luciano Hang e Joaquin Phoenix - Foto: Reprodução e colagem

O senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Pandemia do Senado, criticou no começo da noite de segunda-feira (27) o vídeo feito por Luciano Hang dizendo que “já comprou a algema” para seu depoimento à comissão na próxima quarta-feira (29).

Pelo Twitter, o senador alagoano afirmou que o empresário “ensaia pastelão para encenar”. Segundo ele, “não adianta; só houve um Joaquin Phoenix no papel do Coringa e não há como imitá-lo. Terá que comparecer quarta-feira (29), dentro das regras do Senado, e responder pelos crimes de que é acusado. Ali não é picadeiro”.

O vídeo de Hang

Mais cedo, o empresário Luciano Hang, dono das lojas Havan e apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), compartilhou um vídeo nesta segunda-feira (27) em que aparece com um dos braços algemados.

Na postagem, ele afirma que comprou o artefato para que não seja gasto dinheiro durante seu depoimento na CPI da Covid, que deve ocorrer na próxima quarta (29).

“Estou indo na CPI com o coração aberto. Gentileza gera gentileza, respeito gera respeito. Eu quero que eles façam as perguntas e eu tenha todo o tempo do mundo para responder. Eu tenho tanto tempo, toda a quarta-feira vai estar disponível. Eu trabalho 24 horas por dia, então vou ter todo o tempo do mundo”, afirma o empresário no vídeo.

“E, se por acaso eles não aceitarem aquilo que vou falar, já comprei… Para não gastar dinheiro com algema, já comprei uma algema, vou entregar uma chave para cada senador. E que me prendam”, finaliza, levantando os braços.

VEJA O VÍDEO

Hang pode sair da CPI com uma algema real

Luciano Hang foi convocado para depor na CPI da Pandemia por ser suspeito de financiar publicações a favor do chamado “tratamento precoce”, medida que inclui o combate a covid-19 com remédios sem eficácia.

Hang também é suspeito de integrar o “gabinete paralelo”, grupo de aconselhamento fora das diretrizes do Ministério da Saúde para o combate à pandemia de covid.

Caso queira tumultuar a CPI da Pandemia, Luciano Hang pode ser preso e sair de lá portando uma algema de verdade.