Polícia

Secretário de Saúde de Ji-Paraná e PGM são afastados por Operação da PC/RO

O Secretário de Saúde de Ji-Paraná (RO) e o Procurador-Geral do município foram afastados dos cargos pela Operação Colapso, que investiga tentativa de desvio de R$ 37 milhões de recursos para combate da pandemia.

Por Marcelo Winter - Rondônia Já

segunda-feira, 07/06/2021 - 15:56
Secretário de Saúde de Ji-Paraná e PGM são afastados por Operação da PC/RO
Operação Colapso PC/RO

O secretário de Saúde de Ji-Paraná (RO), Ivo da Silva, o Procurador-Geral do município, Ricardo Marcelino Braga e o presidente da Comissão de Processo de Licitação de Ji-Paraná  foram afastados dos cargos pela Operação Colapso.

A Polícia Civil de Rondônia deflagrou na manhã desta segunda-feira (07) em Ji-Paraná, a operação através da 2ª Delegacia de Repressão ao Crime Organizado, de Cacoal (2ªDRACO), com apoio do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia (TCE/RO).

Segundo a Polícia Civil de Rondônia, a operação visa desarticular sofisticada organização criminosa em funcionamento em quatro estados da federação (Rondônia, Mato Grosso Paraná e Santa Catarina), criada para desviar recursos públicos destinados ao enfrentamento da pandemia de Covid-19.

De acordo com a investigação, o grupo criminoso tentou desviar a quantia de e R$ 37.656.000,00 (trinta e sete milhões, seiscentos e cinquenta e seis mil reais), mediante a contratação fraudulenta de empresa destinada a gestão hospitalar do Hospital Municipal de Ji-Paraná/RO.

O contrato, que chegou ser assinado, previa a manutenção e ampliação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva e de Centros de Tratamento Intensivos.

Foram cumpridos 8 mandados de busca e apreensão e 3 mandados de afastamento cautelar das funções públicas do Procurador-Geral do Município, presidente da Comissão Permanente de Licitações e do Secretário Municipal de Saúde.

A ação ocorreu simultaneamente em Rondônia, Mato Grosso, Santa Catarina e Paraná contando ainda com o apoio do GAECO (MPE/MT), Polícia Civil do Estado de Santa Catarina (PC/SC) e Polícia civil do Estado do Paraná.

Veja abaixo o vídeo da Operação Colapso, feito pela Polícia Civil de Rondônia:

 

Nota da Prefeitura de Ji-Paraná

A Prefeitura do Município de Ji-Paraná vem a público esclarecer que recebeu com extrema surpresa a diligência realizada pela Polícia Civil do Estado de Rondônia, na manhã desta segunda-feira (07/06/2021), denominada Operação Colapso.

Segundo consta dos mandados de busca, o objeto da operação seria a contratação de empresa para “gestão do Hospital Municipal de Ji-Paraná”.

Contudo, cumpre esclarecer que o Prefeito de Ji-Paraná já havia cancelado o processo administrativo em questão, ainda no dia 26 de março de 2021.

Em entrevista coletiva, os Delegados que atuaram na referida Operação foram categóricos em afirmar de que não há envolvimento do Prefeito Isaú Fonseca em qualquer ato ilícito nas investigações em questão.

A Administração Municipal, independentemente das investigações da Polícia Civil, já determinou que se apure todo e qualquer ato ilícito que eventualmente tenha ocorrido na tramitação do processo investigado.