Polícia

Buraco na rodovia PA-150 causa atropelamento e morte de garoto de 11 anos

O menino se dirigia para um culto, na garupa de uma moto que trafegava nessa rodovia

Liebe Schmidt

segunda-feira, 28/06/2021 - 22:16 • Atualizado 29/06/2021 - 15:16
Buraco na rodovia PA-150 causa atropelamento e morte de garoto de 11 anos
Diogo Monteiro Duarte, morto na rodovia PA-150 - Foto: Divulgação

Um garoto de 11 anos morreu, após cair da garupa de uma motocicleta e ser atropelado por ônibus, na rodovia PA-150. O acidente aconteceu a 17 quilômetros de Tailândia, estado do Pará, às 5h30 de segunda-feira (28).

De acordo com testemunhas, Diogo Monteiro Duarte estava na garupa de uma motocicleta, e após o veículo atingir um buraco e se desequilibrar, piloto e passageiro caíram ao chão. O garoto foi arremessado longe e, logo em seguida, atingido pelo ônibus. O coletivo transportava trabalhadores que prestam serviço para empresas de dendê da região.

Diogo estava indo participar de um culto evangélico na vila Sucutuba, zona rural de Moju. Os pais do menino, que são pastores da igreja, vinham em outro veículo quando a tragédia aconteceu.

Leia mais sobre acidentes fatais em rodovias

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada e esteve no local do acidente. No entanto, nada pode ser feito, pois Diogo já havia falecido por causa do grande impacto com o ônibus. O caso foi registrado na Delegacia de Tailândia e deverá ser investigado para apontar os responsáveis pela morte do garoto.

ACIDENTES FATAIS SÃO COMUNS NA RODOVIA PA-150

Uma das mais importantes rodovias estaduais e também uma das mais perigosas, com vários registros de acidentes, inclusive fatais. A PA-150 é a principal estrada que liga a Região Metropolitana de Belém ao sul e sudeste do Pará.

Trecho da rodovia estadual PA-150, no Pará

Trecho da rodovia estadual PA-150, no Pará – Foto: blog Hiroshi Bogea

A rodovia tem mais de 300 quilômetros de extensão e liga os municípios de Moju a Tailândia, Breu Branco até Ipixuna do Pará, Goianésia à Jacundá, e Nova Ipixuna até Morada Nova, distrito de Marabá.

O Governo do Estado do Pará fala em investimentos milionários para a recuperação da rodovia desde 2019, mas o que se percebe, apenas, são inúmeras ocorrências de acidentes, provocadas pela situação precária da via. Buracos, falta de sinalização, ausência de acostamento e insegurança são reclamações rotineiras de motoristas.