Polícia

Pedófilos baixam e compartilham pornografia infantil durante 9 dias no Amapá e são pegos pela PF

Três mandados de busca e apreensão foram cumpridos. Um dos pedófilos foi preso pela Polícia Federal.

Por Marcelo Winter - Rondônia Já

domingo, 04/07/2021 - 15:58 • Atualizado 19:46
Pedófilos baixam e compartilham pornografia infantil durante 9 dias no Amapá e são pegos pela PF
Pedófilos do Amapá alvos de Operação da PF - Foto: Ascom PF AP

Três pedófilos foram alvos de mandados de busca e apreensão cumpridos pela Polícia Federal em Duas Operações distintas realizadas no sábado (3) em Macapá, capital do Amapá.

A primeira ação foi a Operação Hera (Deusa grega da proteção feminina). Investigadores identificaram que entre 26 de março e 3 de abril deste ano, um morador de Macapá fez download, armazenou e compartilhou arquivos de pornografia infantil, por meio de um sistema chamado peer-to-peer (P2P), no qual todos esses arquivos baixados ficam disponíveis aos usuários em qualquer lugar do mundo.

Já na Operação Loki (Deus nórdico da trapaça), as residências de mais dois investigados foram alvo de dois mandados de busca e apreensão. De acordo com a PF, os suspeitos faziam troca de arquivos contendo material de pornografia envolvendo crianças, em aplicativo de mensagem instantânea, para ludibriar o monitoramento da polícia.

Pedófilos do Macapá alvos da PF – Foto: Ascom PF AP

Pedófilo preso

Cerca de 20 agentes federais cumpriram os mandados de busca e apreensão em três bairros de Macapá. Durante as buscas, um homem de 37 anos, foi preso em flagrante por armazenar no celular imagens de crianças sendo abusadas sexualmente.

Os crimes investigados são armazenamento, compartilhamento, produção de material contendo pornografia envolvendo criança e adolescente. A pena pode chegar a até 10 anos de prisão.