Polícia

Obreiro de igreja de 19 anos é fuzilado com 14 tiros dentro de seu quarto

Há suspeitas de envolvimento do obreiro com facções criminosas, mas as investigações estão ainda em andamento.

Por Redação Rondônia Já

quinta-feira, 22/07/2021 - 15:04 • Atualizado 15:24
Obreiro de igreja de 19 anos é fuzilado com 14 tiros dentro de seu quarto
Beco Comandante Lacerda, onde residia o obreiro - Foto: Portal Tucumã

O obreiro Fabiano Lima da Silva, 19 anos, foi fuzilado dentro de sua casa com 14 tiros, na noite de quarta-feira (21). O crime aconteceu no Jorge Teixeira, zona Leste de Manaus (AM). Segundo a Polícia Militar, o crime foi praticado por um grupo de 7 pessoas que invadiu a residência e o quarto do jovem.

Testemunhas informaram à Polícia Militar que a invasão ocorreu por volta das 20h30. Fabiano estava em casa, no Beco Comandante Lacerda, na companhia de uma irmã, quando, segundo a mulher, 7 homens pularam o muro da residência e arrombaram a porta da residência.

De acordo com a perícia, o jovem, que atuava como obreiro em uma igreja evangélica, foi atingido com 14 tiros. A vítima, mesmo após ter caído no chão, continuou sendo alvejada. O comportamento dos executores, segundo o delegado Daniel Vezani, que investiga o caso, caracteriza crime de execução, uma vez que mostra fortes indícios de que os bandidos queriam ter certeza que a vítima, ou alguém que eles pensavam que fosse o alvo, morresse sem chance de escapar.

Familiares informaram à polícia que Fabiano estava recebendo ameaças por suspeitas dele estar envolvido em um homicídio. Um primo do rapaz, que preferiu não se identificar, afirmou que Fabiano não tinha envolvimento com o tráfico de drogas há aproximadamente 2 anos.

Os policiais da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) atenderam a ocorrência e acionaram o Departamento de Polícia Técnico-Científico (DPTC), Instituto Médico Legal (IML) e a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

As investigações da DEHS, já em andamento, sugerem que a morte do jovem, possivelmente, foi motivada por briga entre facções.

Em consulta ao site do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) não foi encontrado nenhum processo criminal em nome de Fabiano.