Polícia

Homem é suspeito de esfaquear filhos e incendiar casa com seis crianças dentro

A mãe não morava com o marido e filhos, por causa da agressividade do homem. Leia o desabafo da mulher, feito em rede social.

Por Redação Rondônia Já

domingo, 15/08/2021 - 03:07 • Atualizado 03:37
Homem é suspeito de esfaquear filhos e incendiar casa com seis crianças dentro
A menina Alexia Zuchinali - Foto: redes sociais

Um homem de 39 anos foi preso, na manhã do sábado, suspeito de matar a filha, Alexia Zuchinali, de 13 anos e esfaquear o filho de 7 anos, em Criciúma, Santa Catarina. Em seguida ao atentado, o homem ateou fogo na casa onde residiam mais 4 filhos.

Segundo a Polícia Militar, o suspeito, que morava na casa com os 6 filhos, sendo 3 meninas e 3 meninos, chegou da rua por volta das 21h, pegou uma faca e se dirigiu para cima deles. O primeiro a ser atingido foi o menino de 7 anos. Alexia, que era a mais velha, tentou impedir, mas também acabou esfaqueada. Antes de fugir, ele incendiou o imóvel. De todos os irmãos, 5 conseguiram sair da casa.

Segundo a PM, a residência e um veículo estavam pegando fogo quando o Corpo de Bombeiros iniciou o combate ao incêndio. O corpo da garota foi encontrado carbonizado próximo a cozinha da casa. Ainda segundo os policiais, há informações de que Alexia ajudou o irmão a sair da casa, mas por estar debilitada não conseguiu fugir. O menino esfaqueado recebeu os primeiros atendimentos dos bombeiros e ficou aos cuidados da tia, junto aos seus outros irmãos.

O homem foi preso em flagrante ao retornar à residência, no início da manhã do sábado. De acordo com o delegado Fernando Pagani Possamai, ele não confessou os crimes de forma direta, mas relatou que estava na casa e que estava fazendo uma ‘comidinha’. No entanto, disse não recordar o que aconteceu em seguida.  Ele será indiciado pelo feminicídio contra a adolescente, três tentativas de homicídio qualificado, duas tentativas de feminicídio e pelo incêndio criminoso. Todas as vítimas são filhos do acusado.

Alexia, a menina de 13 anos, morreu carbonizada dentro da casa

Alexia, a menina de 13 anos, morreu carbonizada dentro da casa – Foto: divulgação

“Foi lavrado auto de prisão em flagrante pela delegacia da mulher. É um ato de violência doméstica, de feminicídio, tendo como vítima a própria filha, de 13 anos de idade. Além disso, tentativa de feminicídio das outras duas filhas e também tentativa de homicídio, de forma qualificada, contra três filhos que estavam na residência. Inclusive um deles sofreu uma facada” – explicou o delegado.

A Polícia Civil, Instituto Geral de Perícias e Instituto Médico Legal estiveram no local. O IGP coletou material para analisar a causa da morte da adolescente.

“Ainda não temos a resposta se foi derivado das lesões das supostas facadas ou outro instrumento contundente, ou do próprio incêndio por asfixia ou queimadura. Ainda falta a complementação do laudo, especificamente a esta informação. Nos próximos dias essas informações serão encaminhadas para a Delegacia da Mulher de Criciúma” – concluiu o delegado.

Ele tinha passagens policiais por furto, lesão corporal, posse de drogas e tentativa de homicídio. O homem foi levado para o Presídio Santa Augusta.

A MÃE NÃO MORAVA COM OS FILHOS

A Polícia Civil informou que o suspeito morava sozinho com os 6 filhos havia 15 dias. A mãe das crianças saiu de casa e se mudou para outro município, em razão do comportamento agressivo do marido. “Ele morava com os 6 filhos. A esposa tinha ido para a cidade de Laguna há uns 15 dias. Estavam separados devido à violência doméstica”, disse o delegado.

O DESABAFO EM REDE SOCIAL

A mãe da adolescente Alexia Zuchinali fez um desabafo nas redes sociais: “Você me deixou filha, por um mostro que dizia ser pai, um bixo animal que tirou sua vida, Nega. Tô desesperada, sem palavras, coração partido. A saudade tá me matando por não ver mais você sorrindo, brincando. Que deus te dê um novo lugar no céu”, escreveu a mulher.