Polícia

VÍDEO – Mãe e filha de 2 anos morrem em carro suspeito de participar de “racha”

A criança era mascote do clube automobilístico do qual o pai faz parte. Ele é suspeito de participar de racha.

Por Redação Rondônia Já

quinta-feira, 26/08/2021 - 14:53 • Atualizado 15:11
VÍDEO – Mãe e filha de 2 anos morrem em carro suspeito de participar de “racha”
Família vítima de acidente em Belém - Foto: Reprodução redes sociais

Um acidente gravíssimo, envolvendo dois veículos, matou uma criança de 2 anos, a mãe dela e deixou cerca de cinco feridos em estado grave no começo da madrugada desta quinta-feira (26), no centro de Belém do Pará.

A criança morta tinha apenas dois anos e estava em um dos veículos envolvidos no acidente. As outras vítimas foram levadas para o Hospital e Pronto Socorro Municipal Mário Pinotti, na Travessa 14 de março. Durante esta manhã, foi confirmado que a mãe da criança também morreu.

Segundo informações da Polícia Militar, os dois veículos estavam em alta velocidade na avenida Nazaré, quando perderam o controle e se chocaram lateralmente.

No momento da colisão, a via estava sem movimento. Testemunhas que moram próximas ao local disseram à PM que os motoristas estariam disputando um “pega”.

VEJA O VÍDEO:

Suspeita de “racha”

A informação apurada pela investigação é de que os dois motoristas haviam discutido e por esse motivo estariam em alta velocidade.

A Polícia está à procura de imagens de câmeras de segurança de imóveis próximos ao local do acidente para checar a suspeita de “racha” levantada por testemunhas.

A área foi isolada para o início de remoção dos veículos, que ficaram completamente destruídos e atingiram uma árvore na calçada, em frente à sede de um Clube.

Três ambulâncias do Samu e uma de resgate do Corpo de Bombeiros estiveram na ocorrência para retirar as vítimas que ficaram presas nos veículos.

Mãe e criança mortas em acidente – Foto: Reprodução Facebook

Criança era mascote de clube

Os dois carros envolvidos no acidente ocorrido na madrugada desta quinta-feira (26), no bairro de Nazaré, em Belém, participavam, antes da tragédia, de um encontro automobilístico no Portal da Amazônia.

Conhecido como “Civic Clube Belém”, o grupo possui quase 2 mil seguidores no Instagram e tem como administrador um homem identificado até o momento apenas como “Leandro” – motorista envolvido no acidente, pai da Maria Luiza Corrêa Torres, de dois anos, que morreu no acidente, e casado com Renata Corrêa Bezerra, que também foi a óbito.

 

Com informações de O Liberal