Polícia

Militares embriagados do exército são presos por desacato e agressão a policiais

Os militares do exército agrediram e xingaram com palavrões a equipe da Polícia Militar. Inclusive um oficial.

Por Michael Esquer/Olhar Direto

sexta-feira, 03/09/2021 - 18:07
Militares embriagados do exército são presos por desacato e agressão a policiais
Policiais militares prendem militares do exército em Rondonópolis - Foto: divulgação

Dois militares do Exército Brasileiro foram presos, na noite da quinta-feira (2), após desacatarem policiais militares que tentavam desobstruir uma aglomeração em uma rua, onde a dupla estava envolvida, em frente ao bar “Japa’s Bar” no bairro Coophalis, em Rondonópolis, a 216 km de Cuiabá. Um deles era um sargento e outro um soldado.

De acordo com a Polícia Militar, os agentes da corporação foram solicitados por volta de 22h20 em uma aglomeração em frente ao bar, que inclusive impedia o fluxo de veículos na rua. No local, enquanto tentavam desobstruir a via, um grupo insistia em desobedecer às ordens dos policiais.

Durante abordagem, um dos homens que estava no grupo insistiu em continuar na rua e se identificou como 3º sargento do Exército Brasileito (EB). Um dos militares que executavam a ação, por sua vez, se identificou como o Coordenador de Policiamento da Unidade (CPU) e determinou que ele obedecesse a determinação.

Em estado de embriaguez, o militar do exército continuou desobedecendo à ordem e, além disso, confrontou as autoridades. Ele disse, por exemplo, que os policiais não podiam emitir ordens para um policial do exército. Diante do desacato, o militar recebeu voz de prisão.

Enquanto era algemado, ele continuou resistindo à ação dos policiais e tentou convencer as pessoas, que estavam no local, que sua prisão era ilegal, devido ao fato dele também ser militar. Na ocasião, testemunhas, então, passaram a registrar a situação com celulares.

Ao ser conduzido para a viatura, o sargento passou a dar chutes e pontapés contra a equipe policial em atividade. Um dos golpes atingiu e causou uma lesão na mão direita de um oficial que estava dentro do veículo. Outro soldado do EB que também estava no local também desobedeceu a ordem de desobstruir a via e passou a xingar os policiais.

Ele disse, entre outras coisas, que os militares não podiam “mexer com militares do EB” e os ofendeu chamando de “bando de p*u no c*”. Este segundo agente também foi preso. Durante a captura ele ainda tentou fugir mas foi alcançado e algemando. Ambos os militares foram conduzidos até a 1ª Delegacia de Polícia da cidade, onde devem responder por desobediência, desacato, resistência e lesão corporal.