Polícia

VÍDEO- PF faz operação contra mega esquema do Comando Vermelho em Rondônia e 7 estados

Integrantes da facção presos pela PF ostentavam vida de luxo nas redes sociais.

Por Marcelo Winter - Rondônia Já

quarta-feira, 15/09/2021 - 17:04 • Atualizado 17:13
VÍDEO- PF faz operação contra mega esquema do Comando Vermelho em Rondônia e 7 estados
Operação Carga Prensada - Foto: Ascom PF/RO

A Polícia Federal (PF) deflagrou nessa quarta-feira (15), a Operação Carga Prensada para combater um mega esquema de tráfico de drogas no Brasil, operado a partir de Rondônia por criminosos ligados à facção carioca Comando Vermelho.

Além do tráfico, os bandidos praticavam também comércio ilegal de armas de fogo, lavagem de capitais e falsidade ideológica.

Mais de 270 policiais cumprem 45 mandados de prisão e 63 mandados de busca e apreensão em Rondônia, Acre, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina.

Segundo o Inquérito Policial, os integrantes da organização criminosa enviavam grandes quantidades de cocaína de Rondônia para diversos estados brasileiros.

A quadrilha também comprava grandes cargas de maconha do Mato Grosso do Sul para traficar em Rondônia e no Acre. Durante a fase sigilosa da investigação, que teve início no final de 2019, mais de 2,5 toneladas de drogas foram apreendidas.

Além das prisões e buscas, a PF também bloqueou contas dos investigados e suas empresas, sequestro de cerca de 150 veículos (muitos são carros de luxo), suspensão de atividades de empresas usadas para lavagem de capitais, medidas cautelares diversas da prisão e até bloqueio de contas dos integrantes em redes sociais.

Ostentação da quadrilha presa pela Operação Carga Prensada – Foto: Ascom PF/RO

Entre os bens sequestrados estão imóveis, uma aeronave e uma lancha, todos adquiridos com valores obtidos com atividades ilícitas.

Os investigados poderão responder pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, lavagem de capitais, organização criminosa e falsidade ideológica, cujas penas somadas podem ultrapassar 40 anos de prisão.

Os mandados foram expedidos pelo Juízo Estadual da 2ª Vara Criminal da Comarca de Vilhena/RO e há colaboração da Polícia Militar e do Ministério Público de Rondônia durante a deflagração da operação.

Em Rondônia foram cumpridos mandados de prisões preventivas e temporárias, além de buscas e apreensões nas seguintes cidades do Estado: Espigão do Oeste (14), Ariquemes (12), Rolim de Moura (08), Nova Brasilândia (03), Alta Floresta (02), São Miguel do Guaporé (02) e Jaru (02).

A operação foi denominada “Carga Prensada” em referência à forma como a droga era transportada em meio a cargas em veículos de grande porte.

Ostentação em redes sociais

Uma coisa que chamou a atenção da Polícia Federal é a ostentação exibida pelos integrantes em redes sociais. Cordões grossos e braceletes de ouro, jet esqui, veículos de alto luxo, viagens caras. Situações incompatíveis com um país que enfrenta uma das piores crises econômicas da história.

Com o decorrer das investigações, foi descoberto o vínculo dos integrantes com a facção criminosa carioca Comando Vermelho.

Fernandinho Beira-Mar – Foto: Divulgação

O Comando Vermelho em Rondônia

A facção criminosa carioca Comando Vermelho começou a se estabelecer em Rondônia de forma mais intensa a partir da transferência do chefe da facção Fernandinho Beira-Mar para a Penitenciária Federal de Porto Velho, em fevereiro de 2012.

O principal chefe do CV é dono de transportadora, fazendas e inúmeras empresas usadas como fachada para lavar o dinheiro e viabilizar o tráfico internacional e nacional de drogas.

O criminoso foi um dos responsáveis por transformar Rondônia em uma das principais rotas do narcotráfico nacional e internacional.

A Bolívia, vizinha do estado amazônico, é um dos principais países fornecedores de cocaína.

O transporte da droga, de Rondônia para o Brasil, é feito principalmente em caminhões de carga.