Política

Em novo vídeo, Zé Trovão desafia Alexandre de Moraes a prendê-lo na Av. Paulista

VÍDEO – Zé Trovão está foragido e neste sábado (4) postou vídeo em rede social, provocando o Ministro do STF, Alexandre de Moraes.

Por Redação Rondônia Já

sábado, 04/09/2021 - 17:22 • Atualizado 18:17
Em novo vídeo, Zé Trovão desafia Alexandre de Moraes a prendê-lo na Av. Paulista
Caminhoneiro e yotuber conhecido como Zé Trovão - Foto: reprodução

Em novo vídeo postado nas redes sociais neste sábado (4), o caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como “Zé Trovão”, desafiou o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo tribunal Federal (STF), a prendê-lo durante os atos previstos para o dia 7 de Setembro, data em que é celebrada a Independência do Brasil.

Zé Trovão é um dos alvos do inquérito que apura a organização de atos antidemocráticos marcados para 7 de setembro. A prisão foi solicitada pela Procuradoria-Geral da República (PGR), e a determinação partiu de Moraes. Na decisão, o ministro derrubou as redes sociais do caminhoneiro e proibiu a participação dele em vídeos e lives.

Apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Zé Trovão disse, nessa sexta-feira (3), que só se entregará na próxima semana e que sua prisão será feita “no meio do povo”.

“A Polícia Federal, até o momento, não cumpriu o mandado de prisão expedido pelo Alexandre de Moraes a minha pessoa porque ordens ilegais não se cumprem. Mas eu vou te fazer um convite, Alexandre de Moraes, que tal você mesmo vir à (Avenida) Paulista no dia 7 de setembro e me prender? Eu estarei lá, à sua disposição. E caso queira, poderá fazer o uso da sua palavra”, afirmou o bolsonarista, neste sábado.

VEJA O VÍDEO:

Além do pedido de prisão de Zé Trovão, na sexta, em Brasília, a PF prendeu o blogueiro bolsonarista Wellington Macedo.

Zé Trovão e Wellington estavam entre os alvos de mandados de busca e apreensão cumpridos em 20 de agosto. Apesar de terem as contas bloqueadas nas redes sociais, ambos driblaram a ordem judicial e participaram, no último domingo (22/8), de uma live com o blogueiro Oswaldo Eustáquio, em que foram feitas novas ameaças à democracia.

Fonte: Mayara Oliveira do Metrópoles